Mural Inbox: Da exclusão digital ao pix nas periferias

A newsletter da Agência de Jornalismo das Periferias

Já pensou viver 100 anos? É, com as mudanças climáticas, as doenças cada vez mais graves, o aumento desigualdades e o abalo da democracia, não está lá muito convidativo. Mas semana passada, no Dia do Idoso, aproveitamos para ir contra a corrente. 

Contamos histórias de quatro idosos que contrariam estatísticas e envelheceram nas periferias. São quase centenários que vieram para São Paulo e recordam um pouco do passado e sobre como foi passar por esse momento tão tenso da pandemia de Covid-19.

Eles vão contra as estatísticas porque, como se sabe, a idade média ao morrer em um bairro como o Jardim Ângela, no extremo sul de SP, é bem menor do que a de um bairro rico da capital. O que é, infelizmente, regra em boa parte do Brasil e foi um dos fatores que mais levaram a mortes na pandemia, como as 70 mil na região metropolitana. 

Mas o exemplo desses quatro idosos lembra sempre um pouco de um sonho para a cidade e que o jornalismo tenta humildemente ajudar. Que a gente avance para que cada vez mais não sejam exceções, mas sim a regra: que as periferias tenham cada vez mais longevidade.

E seguimos para os destaques.

DA EXCLUSÃO DIGITAL AO PIX

Usar aplicativos para acessar meios de transporte ou fazer chamadas de emergência ainda são desafios em bairros com falta de internet | Ira Romão/Agência Mural

Enquanto as compras pela internet crescem e movimentam mais R$ 50 bilhões só no primeiro semestre no Brasil, comprar um produto em diversas periferias de São Paulo e do Brasil ainda é um desafio, com empresas que negam a entrega em alguns bairros. 

Nosso correspondente Renan Cavalcante traz exemplos dessas barreiras nas periferias da capital, nesta reportagem da Folha, que também conta com relatos de outros espaços do país.

A dificuldade com o acesso à internet é um tema, ainda mais nesses tempos de pandemia, tem sido abordada diversas vezes em pautas da Mural. Na última, falamos sobre como essa queda de sinal atrapalha inclusive o acesso à mobilidade urbana.  

Por outro lado, enquanto o acesso ainda caminha a passos lentos, as transações feitas por pequenos comerciantes e empreendedores nas periferias vem utilizando cada vez mais o PIX. Estela Aguiar conta como tem sido isso na zona oeste da cidade traz também algumas explicações sobre os riscos e os golpes que têm sido vistos na ferramenta. 

MOBILIDADE NAS PERIFERIAS

Desde os quatro anos de idade, o cientista da computação aposentado Rubio Machado Bernardes, 46, usa cadeira de rodas para se locomover por causa de uma artrite reumatoide – doença que afeta as articulações do corpo. 

A falta de acessibilidade em calçadas e no transporte são obstáculos não apenas para ele como para outras pessoas com deficiência, que precisam se deslocar nas periferias, relatam Eduardo Silva e Ira Romão.

A reportagem faz parte da série de mobilidade nas periferias, produzida com apoio da 99, aplicativo de mobilidade urbana.

ATRASO NA ALFABETIZAÇÃO

A pandemia trouxe outros complicadores, por conta do ensino remoto no último um ano e meio. Educadores explicam que a alfabetização é uma fase que exige uma proximidade maior entre professor e aluno, experiência quase inexistente nas aulas ou atividades online.

Reportagem de Cléberson Santos e Jéssica Silva mostra como o atraso na alfabetização na pandemia vem preocupando educadores. As dificuldades para recuperar o conteúdo e o risco de evasão dos alunos estão entre as maiores aflições dos professores.

PRÓXIMA PARADA

No Próxima Parada, o episódio Morro Doce: o bairro que teve um ônibus “sequestrado” por mulheres, contou a história da região, na zona noroeste de São Paulo, conhecida pelas fortes lutas sociais organizadas pela população. Nessa história, por exemplo, moradoras fizeram um protesto para pedir melhorias no transporte público.

Outros dois episódios evidenciam a arte de dois moradores da região metropolitana de São Paulo. Em Poá, Cleyton Mendes utiliza seu trabalho de carteiro para espalhar poesia pela cidade, e em Cotia, o artista Roni Evangelista inova na produção de lambe-lambes.

32xSP

Na última reportagem da série “Segurança sem violência”, Jessica Bernardo, Cleberson Santos e Sidney Pereira mostram no 32xSP como é o acesso à justiça na cidade de São Paulo e como conseguir ser atendido caso precise de um defensor público.

A post shared by Agência Mural (@agenciamural)

BLOG MURAL

“Mas se vamos ter de conviver com a Covid-19, como isso se dará? A falta que a escola faz na vida dos estudantes é um dos nossos maiores problemas. Para que escola estamos voltando? Quais as condições de professores e alunos para esse retorno em um país que muda a forma de vacinar ao vento do humor presidencial?” Paulo Talarico, editor-chefe da Agência Mural, em texto sobre o pós-pandemia nas periferias.

SALVADOR

Em Águas Claras, na periferia de Salvador, bibliotecas comunitárias atraem leitores com cultura e ações sociais em Águas Claras. Entidades criadas por moradores e geridas por mulheres negras buscam trazer novos frequentadores para o universo das letras, informa Lucas Barbosa.

E no mês da visibilidade surda, intérpretes de Libras periféricos destacam importância da música para a comunidade, mostra Rosana Silva.

Diretora institucional da Agência Mural, Cintia Gomes participou da IV Semana Jornalismo Importa, promovida pela Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia), em Vitória da Conquista (BA). O tema do debate foi jornalismo e feminismo.

Escritora de “Quarto de Despejo", Carolina Maria de Jesus é tema de exposição gratuita no Instituto Moreira Salles até 30 de janeiro de 2022.

Além de vida e obra da mineira que viveu em periferias de SP, a exibição apresenta outros artistas afrodescentes que dialogam com o trabalho da autora, como Marcelino Melo, mais conhecido como Nenê, autor do projeto “Quebradinha”.

Obrigado por chegar até aqui!

Agência Mural tem como missão minimizar lacunas de informação e contribuir para a quebra de preconceitos sobre as periferias. Você também pode participar do nosso programa de apoiadores, o Tijolo por Tijolo, e ajudar a construir esse jornalismo. Vem saber mais!

Obrigado a todos e todas.

Edição: Vagner de Alencar e Paulo Talarico
Contato: vagner@agenciamural.org.br
Saiba mais em: www.agenciamural.org.br

Se recebeu este email de alguém e quer assinar nossa newsletter, só entrar aqui.

Nossos apoiadores: Adriana Schor, Alexandre Eleutério Santos Lourenço, Amanda Rahra, Ana Beatriz Felicio, Ana Fontes, Ana Okada, Anderson Meneses, André Santos, Andrea R. Laurenti Magri, Angela Pimenta, Carlos Bonfim, Carolina Figueiredo Gomes, Clarissa Menezes Homsi, Cléberson Alcântara dos Santos, Deborah Rebello, Diego Sammarco Martins, Edna Torres Felicio Câmara, Érica Peçanha, Fausto Salvadori Filho, Flavia Cerruti, Frederico de Faria e Silva, Gabriel Lopes de Paula, Gabriela Kimura, Gabriela Silva de Carvalho, Gabriella Beira, Gilberto Vieira, Giovanna Colacioppo, Gisele Alexandre, Giulia Murakami Mendonça, Guilherme Alpendre, Guilherme Prado Moi, Gustavo Faleiros, Halitane Rocha, Heitor Henrique dos Santos Pontes Eugenio, Izabela Moi, Jariza Rugiano, Jessica Bernardo Marcelino de Lima, Joao Cesar Pereira Fernandes, Jonas Ortiz de Camargo, Juleusa Maria Theodoro Turra, Julia Vieira Reis, Juliana Gamarano Calió, Juliana Doretto, Kátia Flora dos Reis, Laís Rocha, Leonardo Nunes Silva, Lívia Lima da Silva, Lucas de Oliveira Gelape, Lucia Monteiro Mesquita, Luciana Fernandes dos Reis, Luciana Vieira Cobra, Luis Nascimento, Magno Borges, Marcela Duarte, Marcelo Granja, Marcia M F Terlizzi, Maria Luiza Costa Nery, Mariluce Moura, Marina Iemini Atoji, Matheus Fernandes Abilio Menezes, Nina Weingrill, Patricia Morimoto Minamizawa, Patrícia Vilas Boas Alves da Silva, Paula Carolina de Andrade Carvalho, Paula Santos de Carvalho, Paulo Henrique Pires Firmo Pereira, Paulo Talarico, Renan Tetsuo Omura, Roberta de Souza Lobo Stirbulov, Rodolfo Augusto de Araujo Almeida, Rodrigo Borges Delfim, Sandra Muraki, Sheila Prado Saraiva, Tamiris Gomes da Silva, Thalita Archangelo, Tiago Rogero, Tonico Ferreira, Vanessa Adachi e Welington Sousa Matos.